segunda-feira, 29 de maio de 2017

Resistir e Perseverar, Sempre!

Pedindo licença ao chefe para usar esse espaço para mais uma reflexão minha. Ei, você aí leitor, acalme-se, não será uma página do ‘meu querido diário’, risos. #Sóquenão #Équaseisso.

Tanta coisa aconteceu nos últimos dias, tanto na minha como na vida de pessoas próximas a mim. E essa minha obsessiva mania de ver a vida como se estivesse assistindo a um filme, tem momentos que parece uma obra de Quentin Tarantino ou Spike Lee

Cronologicamente recebi duas notícias de grande impacto quase ao mesmo tempo, e ambas, em sua definição extrema de alegria e tristeza. Triste ter de me despedir de Vó Cecília. Alegria plena em me tornar uma das herdeiras de Candaces. Triste com a partida de Luana Muniz. Satisfação em saber que o filme ‘Lorna Washington – Sobrevivendo a Supostas Perdas’ foi selecionado para mais um festival, no MoDive-se em Campinas/SP. Doloroso ter de aceitar a volta às águas de Mãe Beata ti Yiemonjà. Gás novo com a inscrição do ‘Filha da Lua’ no Rio Festival G&S no Cinema. E tudo isso em meio à produção da Revista Prêmio Machine – Bastidores do Carnaval Carioca, que está sob minha total responsabilidade e me faz desejar que o dia tivesse 26 horas.

Pano rápido, mas com o mesmo cenário de fundo.

Meu amigo e diretor dos documentários que citei acima me indicou para assistir “Eu Não Sou Seu Negro” de James Baldwin e Raoul Peck, no youtube, a falta de tempo e o inglês ‘meia boca’ me impediu de passar do trailer. Porém, confesso que o trailer foi suficiente para os vários pontos de interrogação que eclodiram na minha cabeça: Por que nós, negros brasileiros, somos tão lentos em reivindicar, cobrar, lutar e conquistar??? E a resposta veio de imediato ao assistir o documentário “O Negro no Brasil” -  https://youtu.be/zJAj-wGtoko. E junto com a resposta veio também a solução: Persistir e não desistir. Não existe fórmula mágica, são 500 anos de intimidação e invisibilidade, são muitas ações a serem naturalizadas, ressignificações a serem percebidas por todos, independente da cor da pele.
E uma coisa vai ligando a outra, formando um amálgama. 

Não esqueça o cenário, continua o mesmo.

Uma entrevista no ‘Conversa com o Bial’ com Carol Conka, Alexandra Loras, Yasmin Thayná, Eliane Dias e MC Soffia (que causou um baffon com a célebre frase: “Eu não me inspiro, eu vejo!”), foi uma catarse. Alimentou ainda mais a minha percepção de luta e necessidade de Lugar de Fala para os negros, agora, numa linha reta até às mulheres negras desse país. Se você acha que se trata de mimimi, por favor, assista a entrevista e respeite minha opinião, essas mulheres me representam física, social e intelectualmente. Grata! https://youtu.be/oIC71I6TjGo

E o cenário ainda é o mesmo.

Desde que voltei a morar em Caxias, reclamo da ínfima divulgação cultural, no início cheguei a pensar que simplesmente não existia cultura na Baixada. Foi então que conheci o Fórum de Cultura da Baixada, e com ele descobri uma nova Baixada, riquíssima de conteúdo cultural. Entretanto, continua batendo na tecla “divulgação”. Andando pelo Centro de Caxias, resolvi ir visitar o Instituto Histórico que funciona na Câmara de Vereadores, e qual foi a minha surpresa ao saber que está rolando desde o dia 25 de maio a 3ª Edição do Festival Mate com Angu de Cinema Popular.

Um evento de grande proporção cultural para toda a Baixada Fluminense, necessário no combate ao preconceito social e ao apartheid geográfico promovidos por uma sociedade elitista e hipócrita e assegurado pela indiferença institucional. São mostras nacionais competitivas de curtas (o concurso Baixada 1 minuto, é PHOD..), lançamentos de longas, exibições em praças públicas, rodas de conversas, exposições fotográficas, shows etc., e tudo isso DE GRAÇA!

O Cineclube Mate com Angu existe há 15 anos. Junto com o Gomeia Galpão Criativo e Terreiro de Ideias, as parcerias do Lira de Ouro, Associação dos Amigos do Instituto Histórico e a Casa Fluminense, realizaram este festival de cinema popular. Ainda imbuída do espírito da entrevista do Bial, ontem fui como Candace e Bloguista1 (é isso mesmo, prefiro essa denominação, Bloguista) para o Galpão Gomeia e tive o prazer de assistir Casca de Baobá; Lua em Sagitário; Vênus – Filó, a Fadinha Lésbica; Arremate e Ralé (com presença da atriz Simone Spoladore), numa vibe de altíssimo astral. O festival vai até 31 de maio, e se quiser saber a programação acesse www.matecomangu.org/festival2017. Vale também assistir e votar os curtas do Baixada em 1 minuto, meus favoritos foram “É Longe ou Demora pra chegar?” - https://youtu.be/rFvtXJQJuXc?list=PLAhbhhbhNaDcqCN4ALUHF1e7Xaz91Xno5 e “Dois Lados” - https://youtu.be/d_Acq6Jnq0A?list=PLAhbhhbhNaDcqCN4ALUHF1e7Xaz91Xno5

Baixada, acooorrdddaaa!! Nós temos cultura pra dar, vender e até ensinar para o resto do país. Se liguem, se não prestigiamos a prata da casa... Quem vai?

Fecho as cortinas, o público aplaude, tiro o cenário, apago as luzes. Por hoje é só, querido diário! 😝😆😆😚

1 http://www.ditopelomaldito.com/2012/11/blogueiro-ou-bloguista-eis-questao-que.html

Vejam o que captei no Galpão Gomeia, percebi que não conseguiria participar do concurso Baixada em 1 minuto, rs.  https://youtu.be/B-dSnp_G7XY 

quarta-feira, 26 de abril de 2017

All We Need Is Love

Fui convidada para assistir ao show ‘Para Lennon & McCartney – Os Beatles e o Clube da Esquina’, sábado último, no Parque das Ruínas em Santa Teresa. No palco amigos de longa data, na plateia muitos amigos de longa data. Uma noite de céu belissimamente estrelado, e de uma temperatura agradabilíssima que só o outono propicia.

Confesso que fui com a expectativa de ver amigos profissionais do universo musical, que se conhecem há algumas décadas, cantar e se divertirem “levando um som”. Porém, qual foi minha grata e deliciosa surpresa, ao vê-los cantando, se divertindo, levando “mó somzeira” com muita pressão, contando histórias e refazendo histórias.
"...Felicidade imensa encontrar, um ano mais tarde, em Santa Teresa, no Rio, o meu próprio clube da esquina. 
E os sonhos não envelhecem. Da inspiradora reunião desses amigos, cantores e instrumentistas apaixonados pelas eternas canções dos Beatles e do Clube da Esquina, nasceu esse projeto, que celebra e revive o cruzamento singular entre a esquina das ruas Divinópolis e Paraisópolis, na Santa Teresa de BH, com a Abbey Road dos Fab Four." Sérgio Sansão
Eduardo Braga - Deco Fiori - Sérgio Sansão - Dudi Baratz
Eduardo Braga é um expert em Clube da Esquina, várias curiosidades narradas por ele sobre o movimento e seus protagonistas, durante o show, equivalem a uma catarse histórica. É um show de elegantes e corajosos arranjos, ao mesmo tempo de uma simplicidade absurda, vozes, percussão e instrumentos afinados e compromissados com a emoção.
"...Enquanto movimento, o clube da esquina promoveu uma profunda revolução na música brasileira... Construindo uma riquíssima releitura que traduziria o ideário e o imaginário sonoro dos Beatles para a MPB, com grande liberdade e de forma absolutamente original." Deco Fiori 
Agradeço a esses meninos do Clubinho das Ladeiras de Santa Teresa pela viagem musical. Quem ainda não foi, deve ir, quem já foi, voltará com certeza. All we need is love and more art, please!

Para Lennon & McCartney - Os Beatles e o Clube da Esquina
Quando: 29 e 30/04 - Sábado e Domingo
Horário: 19:30H
Onde: Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas
Rua Murtinho Nobre, 169 - SANTA TERESAhttps://goo.gl/maps/eFLBv14HP4r
Ingressos: R$ 20,00
Informações: 21 2215-0621 / 2224-3922
Classificação: Livre






terça-feira, 21 de março de 2017

O que os Olhos não Veem o Coração não Sente... Sente?!

Imagem copiada do Google
As redes sociais estão impregnadas de mensagens sobre a ‘carne podre’ e sobre a podridão que esta carne está mascarando em relação às atitudes e decisões do governo. Cortina de fumaça? Ou direcionar o foco para o que é importante individualmente? No último post chegamos a marca de mais de 5 mil views, era a verdade de 5 mil pessoas. E este, será a verdade ou foco de quantas pessoas? A verdade é que nunca saberemos de fato o que é relevante para as pessoas e que represente a sua verdade. Porém, podemos analisar fatos e tirar nossas próprias conclusões sobre verdades e mentiras.

A mudança proposta pelo governo para a reforma da previdência social tomou vultos que nem este governo imaginava que tomaria. Um país falido por causa de uma corrupção ativa há aproximadamente 500 anos + uma crise econômica mundial, levou o país a revisitar o passado, um passado de estratégias e medidas decretadas na calada da noite, um atestado claro de uma ideia antiga: ‘O povo é conduzido como gado’. Ações e articulações vendaram os olhos de poucos e permitiram que a massa, quer dizer, que o gado, fosse exatamente para onde queriam que fosse, e engolisse a ração que permitiram que comesse. Parece cena do filme ‘O Ilusionista’, a mágica está em prender a atenção do público em um determinado objeto para mover outro sem que ele perceba.

Desviando um pouco do assunto, mas pertinente para o momento. Quando a cúria da Igreja Católica foi ao continente africano para desvendar os cultos religiosos que existiam por lá, para que pudessem atestar como religião, caso não saiba, a Igreja Católica é que definia o quê seria definido como religião ou seita. Ficaram assustados com o sistema familiar que lá encontraram, onde a maioria maciça da população seguia um estatuto familiar em que os mais velhos detinham o respeito do clã, e sua palavra tinha peso máximo. Ou seja, os anciãos, os ancestrais tinham a importância que só a sabedoria do tempo pode dar. A igreja católica, ou o cristianismo, por sua vez, constituída e construída dentro de um sistema de reis e rainhas infantes, dotados de valores nada nobres em que a monarquia era soberana e não respondia a ninguém, nem mesmo à igreja, e nesta sociedade, antiguidade em relação à idade não era posto.

Voltando a nossa realidade, com essa reforma e novas medidas blindamos um pensamento secular brasileiro: “Quem gosta de velho é museu!” O governo diz que precisa enxugar a máquina, e que o ralo da economia é a Previdência Social que fica imersa em altos pagamentos de aposentadorias, pecúlios e seguros. Uma coisa é certa se os nossos idosos já não tinham o respeito devido que mereciam, agora serão sucateados, a preocupação em garantir uma velhice digna os farão literalmente não ter tempo para passar qualquer informação (sabedoria) para os mais jovens.

Jovens esses, que passam também por uma situação incerta, incerteza de educação, saúde e trabalho. Atrás da cortina de fumaça do ilusionista está também a reforma do Ensino Médio, que dentre as várias propostas, o objetivo maior é aproximar ainda mais a escola da realidade dos estudantes à luz das novas demandas profissionais do mercado de trabalho. Através da formação técnica profissional o governo pretende dar ao aluno mais possibilidades profissionais, o que causa estranheza, já que, esse modelo já existiu há pelo menos 40 anos, o ensino médio, antigo 2º grau, oferecia os cursos de Formação de Professores do Ensino Básico (antigo Normal, aliás, as normalistas fizeram parte do imaginário masculino por décadas), Técnico Contábil, Administração de Empresas, Técnico de Enfermagem e quem não queria uma formação técnica, tinha o Científico ou Clássico, estes, na verdade faziam os que tinham pretensão em cursar uma faculdade, já que, o técnico não dava a base curricular necessária para enfrentar os desesperadores e intimidadores VESTIBULARES.

Desviando de novo do assunto, mas totalmente pertinente. No período da ditadura militar foram proibidas as disciplinas de Filosofia e Sociologia.

Voltando again para os nossos factos! Usando como exemplo o Curso Técnico de Turismo do Colégio Estadual Antônio Prado Júnior, localizado na Praça da Bandeira, zona norte/central do RJ, não dá pra entender essa reforma-cortina do governo. O curso tem uma história de 40 anos de existência, com atuação e formação de profissionais respeitáveis no mercado da Educação e do Turismo. Muitos estrangeiros procuram este curso no intuito de obter formação profissional técnica especializada. A equipe técnica do curso já desenvolveu e implementou vários projetos na cidade do Rio de Janeiro atendendo demanda social, com total sucesso no ramo turístico. Uma amiga que estuda lá nos enviou esta mensagem: 
“Eu estudo no Colégio Estadual Antônio Prado Júnior e estamos com problemas de conclusão do curso de Turismo, por não poder cursar o módulo de guia. O governo não está fornecendo verbas para fazer as viagens necessárias para a conclusão do curso. O Colégio é referencia no curso de Turismo, mas estamos sem ajuda tanto externa quanto interna para que o curso continue sendo um dos melhores cursos de turismo do Brasil”.
Se a reforma é para aumentar as possibilidades profissionais dos alunos, porque não reformatar e subsidiar o que já existe e tem excelência?

Enquanto tropeçamos em nossos próprios pés...

  • ·         A presidenta Dilma foi impeachemada.
  • ·         Temer subiu ao poder.
  •    Cabral, Garotinho, Palocci, Mantega, Cunha, Dirceu e mais uma galera estão passando uma temporada em USPB (Universidade do Sistema Penitenciário Brasileiro) fazendo coligações para as próximas eleições de 2018.
  • ·         Odebrecht e Petrobrás vão bem, obrigado!
  • ·         Deflagrada as Operações Lava Jato; Cui Bono?; Acrônimo; Leviatã... são tantas... a última foi a Carne Fraca, que aliás após sua deflagração e confirmado o envolvimento da JBS no sistema de propinas, é que a carne apodreceu e ficou contaminada. Alguém se lembra da gripe aviária??
  • ·    Sra. Adriana Ancelmo, esposa de Sérgio Cabral, presa na operação Calicute, coitada precisa cuidar dos filhos = Dura lex, sed lex: A lei é rigorosa, mas é lei e deve ser cumprida. #sóquenão
  • ·     Desde 1986 o Aedes Aegypti vive entre nós legalmente, com ele ganhamos a companhia da Dengue, Zica, Chikungunya. Para quem pensa que este é o primeiro surto de Febre Amarela desde sua erradicação em 1957, em 2007/08 foi diagnosticado um surto no Sul, mas uma pesquisa da USP desmentiu o ocorrido dizendo que era apenas uma ‘epidemia midiática’, ou seja, a imprensa é que tinha produzido esta epidemia. Ah! Só pra constar, a meningite e o ebola ainda rondam por aí.
  • ·         Goleiro Bruno volta aos campos. Qual o problema? Guilherme de Pádua agora é religioso e casou pela 3ª vez semana passada. Suzane Von Richthofen quer ter filhos. Tatiana Lozano Pereira matou o próprio filho porque ele era gay, pra ter certeza de que ele estava bem morto depois de esfaqueá-lo, ela ateou fogo pra não ter dúvidas.
  • ·         Trump ligou e elogiou Temer pelos importantes resultados das transformações em curso no Brasil.
  • ·         Lista Janot, demorou, mas chegou às mãos do ministro Luiz Edson Fachin (pelo menos uma boa notícia, isso se não der fome de pizza no STF).

Mas, caramba, íamos falar na verdade sobre outro assunto, o foco era que a Portela e o Império Serrano ganharam o carnaval, por sinal muito merecido pelas duas agremiações. Ainda tá rolando o Big Brother 17 (essa edição tá beeemm caída) e vem aí o Lollapaloza, Rock in Rio... Ah! E amanhã começa a nova novela das 18h na Globo, Novo Mundo, de Thereza Falcão e Alessandro Marson, uma história fictícia de romance usando como pano de fundo o momento monárquico do Brasil quando  Leopoldina vem para casar com D.Pedro, e... bem, o resto você já sabe, não é mesmo?


quinta-feira, 2 de março de 2017

Saiu a Lista de Indicados para o Prêmio Machine 2017

No ano passado fomos gentilmente convidados a conferir a primeira edição do Prêmio Machine – Bastidores do Carnaval Carioca, e agora felizmente fomos convidados para presenciar a premiação de 2017, o que agradecemos desde já o carinho, atenção e o convite propriamente dito.

O Prêmio Machine – Bastidores do Carnaval Carioca foi criado em 2016, idealizado por Cátia Calixto, apoiado por José Caetano Faria (o Machine), Denise Pinto Pereira e Elizabeth Rodrigues, e juntos deram vida a esse ideal.

O evento foi inspirado na história do “Síndico do Samba”, Jose Carlos Farias Caetano, mais conhecido como Machine. Ele está na passarela do samba desde a sua fundação, começou como faxineiro, depois de fazer de tudo no carnaval, virou Síndico da Passarela. (Aliás, este ano é do Machine, ganhou o concurso de Cidadão Honorato do Samba Geral Virtual 2017 e foi enredo da escola de samba mirim Miúda da Cabuçu – ‘Machine – A Máquina de Fazer Sambar’).

Observando ano após ano o Carnaval, e principalmente a passarela do samba, chegaram à conclusão de que se fazia necessário homenagear e premiar os anônimos da Sapucaí. É uma premiação extraoficial dos Bastidores do Carnaval Carioca, serão premiados 22 profissionais dos bastidores do carnaval que atuam na PASSARELA DO SAMBA. São cinco CATEGORIAS que se subdividem em vinte e duas modalidades: Serviços; Cobertura Jornalística; Preparação de Desfile; Empresas e Entidades e Homenagem Especial.

A coordenação do prêmio que esteve presente em todos os ensaios técnicos na Sapucaí indicará 03 (três) profissionais de cada modalidade e em consenso escolherão o vencedor, já em três categorias específicas (Serviços, Cobertura Jornalística e Preparação de Desfile), a coordenação indicará os 03 (três) profissionais e um Corpo Técnico formado por:

Foto: Marcos Fernandes
Bruno Chateaubriand - Jornalista, Empresário e Julgador do Estandarte de Ouro.

Foto: Divulgação
Haroldo Costa - Ator, Produtor, Escritor, Jornalista e Sambista.

Foto: Divulgação
Helena Theodoro - Escritora, Doutora em Filosofia, Pesquisadora de cultura afro-brasileira, Coordenadora do curso de Pós-graduação de Figurino e Carnaval da UVA.

Foto: SRzD
Maria Augusta - Carnavalesca e comentarista de carnaval na Tv.

Foto: Divulgação
Mestre Dionísio - Fez parte do Balé Folclórico de Mercedes Baptista, é presidente e fundador da 1ª Escola de Mestre sala, Porta bandeira e Porta Estandarte do Rio de Janeiro e integrante e parceiro da Companhia Arquitetura do Movimento.

Foto: SRzD
Rachel Valença - Professora, pesquisadora e escritora.

Foto: Revista do Samba
Teteu José - Comunicador e Sambista.

Escolherão o vencedor de cada modalidade. E os indicados são:

Categoria Serviços

Montagem, desmontagem e Manutenção: MacTubo
1 - Florisvaldo
2 - Salvador
3 - Bau

Decoração:
1 - Cairo
2 - Rafael Silva
3 - Ricardo (GR)

Limpeza: Heisdem – Sanitas
1 - Ana Romualdo
2 - Marli Alves de Freitas
3 - Ana Cristina de Souza

Segurança (Controle):
1 - Márcia
2 - Carlos Carvalho
3 - Kojak

Categoria Cobertura Jornalística

Jornal:
1 - Jornal Batida do Samba
2 - Jornal Nexo
3 - Jornal Ritmo Carioca

Site:
1 - Sambarazzo
2 - Portal Sambrasil
3 - Carnavalesco

TV:
1 - TV Globo
2 - TV Record
3 - Band TV                         

Web TV:
1 - TV G Rio
2 - TV + Carnaval
3 - TV Ação FM

Rádio e Web Rádio:
1 - Rádio Arquibancada
2 - Rádio Carnaval Carioca
3 - Rádio Revolução

Categoria Preparação de Desfile

Coreógrafo de Comissão de Frente:
1 - Márcio Moura – Estácio de Sá
2 - Júnior Scapin – Império Serrano
3 - Jorge e Saulo – Mocidade

Apresentador de Casal de Mestre Sala e Porta Bandeira:
1 - João Paulo Machado – Império Serrano
2 - Vilmar – Imperatriz Leopoldinense
3 - Niltinho- Unidos da Tijuca

Diretor de Harmonia:
1 - Amauri – Porto da Pedra
2 - Alexandre Dias – Renascer
3 – Cacá – Grande Rio

Coreógrafo de Ala:
1 - Fabio Alves – Porto da Pedra
2 - Ritinha – Vila Isabel
3 - Fábio Costa – Unidos daTijuca

Coreógrafo de Passistas:
1 - Rafael – São Clemente
2 - Pretinho e Jorge Torquato – Viradouro
3 - George Lousada – Mocidade

Mestre de Bateria:
1 - Mestre Ciça – União da Ilha
2 - Átila – Acadêmicos do Sossego
3 - Casa Grande – Unidos da Tijuca

Ala das Baianas:
1 - Tia Damiana – Unidos de Padre Miguel
2 - Sandra Trindade – Paraíso do Tuiutí
3 - Tia Cristina – Império da Tijuca

Fantasia – Destaque:
1 - Tânia Índio do Brasil – Mangueira
2 - Ana Paula Francisco – Unidos de Padre Miguel
3 - Rodrigo Leocádio – Mocidade

Velha Guarda:
1 - Salgueiro
2 - Beija-Flor
3 - Portela

Escola de Samba Mirim:
1 - Filhos da Águia
2 - Golfinhos da Guanabara
3 - Herdeiros da Vila

Categoria Empresas e Entidades com Compromisso Social

1 - Instituto Cultural Candonga
2 - Projeto Só Alegria Vai Contagiar Neste Carnaval - Professor Márcio Tadeu
3 - CEDAE

Destaque em Serviços no Sambódromo:
COMLURB

Menção Honrosa:
Corpo de Bombeiros

Categoria Homenagem Especial

Nilcemar Nogueira

Nilcemar Nogueira e Machine
Foto: Cristyano Scchullyd
Somente no dia 13 de Março, em cerimônia no Centro Cultural João Nogueira, antigo Imperator, é que serão divulgados os nomes dos felizes vencedores da 2ª edição do Prêmio Machine – Bastidores do Carnaval Carioca. Boa Sorte a todos os candidatos!











sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Vou Deixar-te Agora, Não me Leve a Mal, Pois é CARNAVAL!

Você deve estar pensando que nos esquecemos de atualizar as novidades sobre os ensaios técnicos, mas podemos garantir que não foi esse o motivo do nosso silencio. Risos.
Estamos crescendo (graças a Deus e aos Deuses) e com isso cresce também a quantidade de compromissos, parcerias e etc. Somos ainda uma equipe pequena, entretanto o nosso compromisso com um trabalho de qualidade e diferente não nos permite comentários vazios, ou iguais aos dos nossos colegas, se tiver que ser assim, preferimos então, não fazê-lo.
Mas, sabemos que você, nosso fiel leitor, fica curioso pra saber o que achamos dos ensaios das agremiações, então fizemos um compacto de impressões sobre algumas delas.

Vila Isabel vem com a ‘Cor do Som’ pra avenida este ano, uma ode a melodia negra pelas Américas. No seu ensaio, presenciamos uma Vila alegre e cantante, no entanto, mesmo detentora de uma letra de samba de enredo belíssima, musicalmente o samba da Vila é resumidamente o refrão, com uma frase melódica de fazer chorar de tão linda, o restante da letra passa despercebida, uma pena. Antes que nos apedrejem, aviso que esta é a opinião desta simples redatora que vos escreve, não sou musicista, instrumentista, ou coisa que o valha, apenas ouvinte. Mas, reafirmo, é lindo e delicioso de ouvir ... o refrão.
Vila,"azul" que dá o tom à minha vidaum "sopro" de esperança na avenidaeu faço um pedido em oraçãoouvi-la pra sempre no meu coração
O Salgueiro veio endiabrado literalmente, quase todas as alas estavam com chifrinhos, até a Presidente Regina Celi estava ‘encapetada’. Risos.  Não se pode negar que pelo menos no ensaio, o Salgueiro ‘causou’, estenderam um tapete vermelho nos 700 metros de avenida antes de começar o desfile, a diabrura deu o ar da graça na comissão de frente com um Seu Zé que era a cara do inferno (curuzes, que meda!). Mas, como diz a letra do samba de enredo: “... Só entende quem é Salgueiro... essa Divina Comédia do Carnaval”.

Aí pra relembrar antigos carnavais, uma época em que os integrantes das escolas BRINCAVAM carnaval, além de desfilarem com, e por amor às suas agremiações, emociona a Sapucaí inteira a Portela, com olhos marejados fizemos um passeio no tempo, parecia anos 70 e 80. Com um chão cantante e brincante tão lindo como esse, espero que o Paulo (Barros, o carnavalesco) não invente de fazer o rio, literalmente, passar na avenida, lembra-se do ano passado que o casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira estava visivelmente inseguro?? Que Oxum e Oxossi (representados pelo casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira) ajudem a Portela. Oraieieô – Okearô! P.S.: Foi a ala de passistas mais elegante que passou pelo Sambódromo no desfile técnico.

Agora babado mesmo será as alas de Michael Jackson e Beyoncè da Unidos da Tijuca. Viajando na hipótese de um encontro entre Pixinguinha e Louis Armstrong, a comissão de carnaval quer retratar na avenida esse encontro em que os dois observam a história da música através do tempo, e falam de todos os ritmos e astros do mundo musical, incluindo nessa história Woodstock e George Gershwin.

Das escolas do grupo de acesso o comentário geral é sobre a Unidos de Padre Miguel, dizem que ela passou como um rolo compressor no ensaio, que as outras escolas vão ter que se esforçar muito para disputar na igualdade com ela. Ti meetiii !!?? 

A pergunta que não quer calar: Será que agora que a Vênus Platinada tem até uma escola, Acadêmicos do RJ, ela vai transmitir os desfiles na íntegra? E as campeãs??

Por fim, a Lavagem Simbólica da Marquês foi, como sempre, um momento de alegria, fé, paz e confraternização. Já a minha Mangueira Querida, eerrr, desculpe chefe e equipe foi mais forte do que meus dedos, risos. Mangueira demonstrou em seu ensaio que gostou e muito do posto de campeã de 2016, e que vem pra briga sem medo de ser feliz, nem que pra isso tenha que apelar para todos os santos. E não adianta vir com olho gordo nem feitiçaria...
O meu tambor tem axé
MangueiraSou filho de fé do povo de AruandaNascido e criado
pra vencer demandaBatizado no altar do SAMBA
E ficamos por aqui, desejamos um ótimo CARNAVAL, divirta-se com consciência é claro, se beber não dirija, sexo só com camisinha, seja FELIZ, distribua GENTILEZA e promova o AMOR!


P.S.1: Voltaremos após a folia, afinal, também somos súditos do Rei Momo.


Vila Isabel - Foto by Meri Teles (Gentilmente cedida
pelo Prêmio Machine)
Vila Isabel - Foto by Meri Teles

Regina Celi - Presidente do Salgueiro
Foto by Meri Teles

Tapete Vermelho do Salgueiro - Foto by Meri Teles















Comissão de Frente do Salgueiro - Foto by Meri Teles
(Gentilmente cedida pelo Prêmio Machine)





1º Casal de Mestre Sala e Porta Bandeira
da Portela - Alex Marcelino e Danielle
Nascimento - Foto by Meri Teles










Ala de Passistas da Portela - Foto by Meri Teles















Unidos da Tijuca - Foto by Meri Teles

Unidos da Tijuca - Foto by Meri Teles
Unidos de Padre Miguel
Foto by Meri Teles

Unidos de Padre Miguel - Foto by Meri Teles















Acadêmicos do RJ - Foto by
Meri Teles




Lavagem da Marquês de Sapucaí - Foto by Meri Teles















Estação 1ª de Mangueira - Foto by Meri Teles


Lavagem da Marquês de Sapucaí
Foto by Meri Teles












Estação 1ª de Mangueira - Foto by Meri Teles